Institucional
Oct 24

A segurança das provas de aventura no Brasil e no mundo

Os esportes realizados na natureza selvagem tem ganho cada vez mais adeptos no mundo todo. Tanto por simples curiosidade, quanto pelo alívio do estresse do dia-a-dia, homens e mulheres têm investido seu tempo em treinamento e equipamentos e caído na água, trilhas, durante o dia e à noite, com privação de alimentos e sono e, muitas vezes, enfrentando condições extremas de frio e calor.

Assim como em qualquer esporte, uma maior exposição leva também a um maior risco de lesões e desenvolvimentos de doenças típicas do meio selvagem.

O estudo destas enfermidades, encabeçada desde 1982 pela Wilderness Medical Society (WMS), com sede em Salt Lake City, Utah, fez com que Estados Unidos da America levantassem a mais completa casuística e, obviamente, dados suficientes para a prevenção de sua ocorrência.

Leia mais...
Sep 08

Nossa Filosofia

O conceito da medicina da aventura foi criado por médicos ligados a esportes de aventura de maneira profissional ou não para trazer os preceitos da wilderness medicine e adequá-los a realidade brasileira.

Desde a existência do homem na Terra, pessoas se preocupam em prestar auxílio para um familiar, amigo ou uma outra pessoa que foi lesionada ou estava doente em um ambiente longe da civilização.

Nas guerras napoleônicas, profissionais da saúde e guerreiros já passavam por um grande dilema nos remotos campos de batalha: Como ajudar uma vítima ou um colega que foi ferido gravemente  em um ambiente tão remoto, tendo  poucos ou nenhum recurso?

Leia mais...