Oct 21

Lesoes no Rappel

Lesões na pratica do Rappel são extremamente raras, principalmente nas operadoras que prezam pela segurança.

Teoricamente, uma ruptura de uma corda expõe a pessoa às lesões típicas da queda livre, enquadradas na categoria "politrauma", ou seja, lesões a múltiplos orgãos de maneira concomitante, com grande chance de fatalidade. Quedas de alturas no Rappel não são comuns por ruptura da corda, mas sim por turistas que chegam muito proximos a pedras lisas antes da descida, desobedecendo as regras básicas de segurança.
Outra possiblidade de lesão é o traumatismo de dedos quando os mesmos ficam prensados no descensório, onde a corda deslisa, ou queimaduras dos mesmos ao se tocar descensório, mosquetão ou corda muito próxima de onde há deslisamento.

Na maior parte das vezes, o Rappel é praticado em locais de acesso por trilhas. Portanto, são comuns as lesões do trekking.

De uma maneira geral, o Rappel é um esporte seguro, com baixíssimos índices de lesões, desde que sejam seguidas as regras básicas de segurança e que a operadora preze pela manutenção do equipamento.


Dr. Adriano Leonardi
CRM/SP 99660
Mestre em Ortopedia e Traumatologia pela Santa Casa de São Paulo.
Médico ortopedista especialista em cirurgia do joelho, traumatologia do esporte e wilderness medicine.