Dor nas costas após o esporte

Anatomia

 

A coluna vertebral humana, nada mais é do que uma viga dupla suportando cargas excênctricas e móveis. Assim como qualquer estrutura que trabalha nestas condições, apresentas zonas onde predominam esforços de tração e compressão. Sua manutenção depende de um conjunto antagônico e sinérgico de forças musculares.

 

As “almofadinhas”, ou discos intervertebrais são estruturas que absorvem energia mecânica através da deformação elástica (estrutura azul, fig. 1)

 

Quanto mais ao centro, não há solicitação e nem movimentos de valores elevados. É a chamada ZONA NEUTRA, onde se situam o canal raquideano e os elementos nervosos. 

O funcionamento desta grande viga depende do equilibrio antre força muscular e sua flexibilidade. Qualquer disturbio que quebre este equilibrio produz Dor. É o chamado “fator de segurança articular”.Quando o esportista ultrapassa este limite, poderá causar lesões estruturais, por muitas vezes irreversíveis e desencadear a Dor crônica.

 

Dor após o esporte

 

Felizmente, dor lombar após o esporte é, estatisticamente, de caráter benigno e enquadrado nas chamdas lombalgias mecânicas, ou seja, sem lesão estrutural. Portanto, auto-limitada. É aquela “maldita” dor que ocorre após uma pedalada, ou um trekking com a mochila pesada, geralmente em indivíduos em mau condicionamento físico, com agravo nos dias subsequentes, alívio restrito com o uso de antiinflamatórios e melhoria após alguns dias.

 

Por que ela ocorre ?

 

Assim como em outros tecidos do corpo, a coluna vertebral aborve as cargas cíclicas aplicadas ao corpo. A deformação contínua através do disco intervertebral absorve a energia aplicada. Outras estruturas envolvidas no processo são ligamentos interespinhosos e longitudinais e a musculatura lombar.

 

Uma postura fixa em determinado tempo pode causar fadiga e reação inflamatória destes tecidos com consequente dor e contartura muscular.Embora o tratamento fisiotápico tenha grande êxito nestes casos, a prevenção é o melhor remédio. A postura corrigida através de exercícios físicos e da Reeducação da postura global (RPG), com musculatura potente e flexível são a chave para uma prática esportiva livre das “dores lombares do dia seguinte”.

 

Dr. Adriano Leonardi

CRM/SP 99660

Mestre em Ortopedia e Traumatologia pela Santa Casa de São Paulo.

Médico ortopedista especialista em cirurgia do joelho, traumatologia do esporte e wilderness medicine.  

 

Referências:

 

Cohen M.,Abdalla R., LESOES NOS ESPORTES DIAGNOSTICO, PREVENÇAO E TRATAMENTO.Revinter,2002.

 

Camanho G L, Lasmar N P, Lasmar R C PMedicina do esporte, revinter,2002.

 

Barros TEP, Basile JR R, Oliveira RP, Lesão na coluna vertebral nos esportes. Rev Bras Ortop 1995;30: 741-743.

 

Barros TEP, Basile JR R, Bonetti CL, Rosemberg LA. Dor nas costas de crianças e adolescentes. Rev Bras Ortop 1994;29: 144- 148.

 

Bennett DL, Nassar L, Delano MC. Lumbar spine MRI in the elite-level female gymnast with low back pain. Skeletal Radiol. 2006 Jul;35(7):503-9. Epub 2006 Mar 7.

 

DePalma MJ, Bhargava A. Nonspondylolytic etiologies of lumbar pain in the young athlete. Curr Sports Med Rep. 2006 Feb;5(1):44-9. Review.

Ropponen A, Gibbons LE, Videman T, Battie MC. Isometric back extension endurance testing: reasons for test termination. J Orthop Sports Phys Ther. 2005 Jul;35(7):437-42. PMID: 16108584 [PubMed – indexed for MEDLINE]

 

Smeets RJ, Wittink H, Hidding A, Knottnerus JA. Do patients with chronic low back pain have a lower level of aerobic fitness than healthy controls?: are pain, disability, fear of injury, working status, or level of leisure time activity associated with the difference in aerobic fitness level? Spine. 2006 Jan 1;31(1):90-7; discussion 98.

 

Burnett AF, Cornelius MW, Dankaerts W, O’sullivan PB. Spinal kinematics and trunk muscle activity in cyclists: a comparison between healthy controls and non-specific chronic low back pain subjects-a pilot investigation. Man Ther. 2004 Nov;9(4):211-9.

 

Sculco AD, Paup DC, Fernhall B, Sculco MJ. Effects of aerobic exercise on low back pain patients in treatment. Spine J. 2001 Mar-Apr;1(2):95-101.

 

Ganzit GP, Chisotti L, Albertini G, Martore M, Gribaudo CG. Isokinetic testing of flexor and extensor muscles in athletes suffering from low back pain. J Sports Med Phys Fitness. 1998 Dec;38(4):330-6. 

Leave your comment